sexta-feira, 29 de novembro de 2013

Dona de agência de turismo suspeita de dar calotes de até R$ 4 milhões é presa em Sete Lagoas

A dona de uma agência de turismo suspeita de dar calotes de até R$ 4 milhões foi presa em Sete Lagoas, na região Central de Minas Gerais. Júnia Torres Moura, que é empresária há pelo menos 20 anos, teria enganado clientes e operadoras de turismo e foi detida na casa do irmão.
 
A prisão ocorreu na última quarta-feira (27), quando a Polícia Civil conseguiu cumprir mandado de prisão expedido pela Justiça. Antes de ser detida, a empresária estava internada em uma clínica psiquiátrica.
 
De acordo com a delegada responsável pelas investigações, Poliane Soares Magalhães, foi descoberto que Júnia tinha o hábito de cobrar valores abaixo do mercado à vista, embolsar a quantia e deixar de fazer as reservas dos pacotes de viagens.
 
Os colotes foram descobertos depois que a empresária fechou a agência no dia 16 de outubro e, deste então, a delegada recebeu várias queixas de vítimas. A maioria dos pacotes vendidos foi para os parques da Disney, na Florida, nos Estados Unidos.  A viagem foi vendida no valor de R$ 7.500 e chegou a ser comprada por pelo menos 120 pessoas.
 
Junia foi encaminhada à Central de Flagrantes (Ceflan), no bairro Floresta, região Leste de Belo Horizonte, e se recusou a falar sobre os supostos calotes. Ela afirmou que só irá dizer algo em juízo e foi encaminhada ao  Centro de Remanejamento do Sistema Prisional (Ceresp) Centro-Sul. A empresária irá responder pelo crime de estelionato e é previsto que o inquérito seja concluído até o dia 7 de dezembro.
 

0 comentários:

Postar um comentário

CONTATO!

Administrador:
.::ESTEVES::.
E-mail:
blogdoesteves1@gmail.com

Twitter Blog do Esteves.

Sede Campestre do CSCS Betim.

Seguidores

Postagens populares

Tecnologia do Blogger.

468x60px

Redes Sociais

Posts em Destaque