sexta-feira, 8 de novembro de 2013

Polícia mineira usa câmera infra-vermelha de R$ 8 milhões na caça de bandidos

A Polícia Militar de Minas Gerais está usando uma nova tecnologia que facilita o trabalho de localização de suspeitos em fuga. As câmeras de calor ficam nos helicópteros dos militares e conseguem identificar pessoas escondidas em regiões em que a visão é limitada.

O equipamento que custa cerca de R$ 8 milhões é americano e já foi usado, inclusive, para procurar terroristas. Já no estado mineiro, as câmeras podem ser úteis para a busca de envolvidos em assaltos, que são as ocorrências mais frequentes. Caso o suspeito de um assalto a um veículo fuja para matas ou locais sem luz, o helicóptero localizá-lo com mais facilidade.

O sistema de calor é, na verdade, três sensores em alta-definição: uma câmera normal, uma para baixa luminosidade e uma em infra-vermelho. Com essa combinação, os militares conseguem capturar objetos de calor em vídeo.

Uma simulação foi feita dentro da UFMG (Universidade Federal de Minas Gerais) e a tecnologia se mostrou bastante precisa dentro de matas, sendo possível ver até a pessoa procurada bem de perto. De acordo com o tenente-coronel da PM Ledwan Salgado, a comunicação entre os militares do helicóptero e das viaturas também ajudam para que os policiais corram menos riscos, caso seja constatado que o suspeito esteja armado.

— Um grande elemento que a gente tem com esse equipamento é a segurança. Não existe mais local seguro para infrator.

O equipamento já foi usado em Belo Horizonte, para procura de suspeitos de crimes nos bairros Santa Efigênia, na região leste de BH, e no bairro Padre Eustáquio, região noroeste da capital. Fora Minas Gerais, outros seis estados já usam o equipamento.

0 comentários:

Postar um comentário

CONTATO!

Administrador:
.::ESTEVES::.
E-mail:
blogdoesteves1@gmail.com

Twitter Blog do Esteves.

Sede Campestre do CSCS Betim.

Seguidores

Postagens populares

Tecnologia do Blogger.

468x60px

Redes Sociais

Posts em Destaque