quarta-feira, 4 de dezembro de 2013

Violência dispara em Minas em 2013, revelam dados do Estado

A violência em Minas Gerais disparou em 2013 em relação ao ano passado. Conforme levantamento da Secretaria de Estado de Defesa Social (Seds), o Estado apresentou aumento de mais de 20% nos crimes violentos e contra o patrimônio, além de assassinados. Os dados foram divulgados nesta terça-feira (3).
De acordo com a Seds, até novembro deste ano foram registrados 79.067 ocorrências relacionadas a crimes violentos, que são constituídos por estupro tentado e consumado, roubo, extorsão mediante sequestro, sequestro e cárcere privado e homicídio tentado e consumado. No ano passado, no mesmo período, este número foi de 64.962. Se comparado apenas com o mês de novembro, em 2012 foram contabilizados 6.190, contra 8.133 ocorrências neste ano.
 
Houve aumento também nos crimes contra o patrimônio, referentes a roubo e extorsão mediante sequestro. Nesta modalidade de crime foram registrados, neste ano, 68.664 ocorrências, ante 54.201 em 2012. Somente no último mês, foram geradas 7.126 caso, contra 5.204 no mesmo mês do ano passado.
 
Ainda ocorreu um ligeiro aumento no número de assassinatos, uma vez que foram contabilizados 3.592 e 3.526 homicídios, respectivamente em 2013 e 2012. No entanto, novembro foi mais violento neste ano, com registro de 358 assassinatos contra 316 no mesmo mês do ano passado.
 
O secretário de Estado de Defesa Social, Rômulo Ferraz, destacou o aumento do número de crimes violentos contra o patrimônio, composto em sua maioria por roubos, como um dos principais desafios de Minas e do país na contenção da criminalidade. “O crescimento do roubo consumado é um fenômeno não só do Estado como de todo o país que tem impactado no aumento nos demais índices”. 
 
Ele lembrou que a contenção deste tipo de crime é prioridade absoluta para este final de ano, principalmente em Belo Horizonte, e que a lei 12.403, de 2011, que facilita a concessão de fianças, tem dificultado a atuação das polícias no acautelamento de praticantes de roubos contumazes. “Muitas vezes, o mesmo praticante de roubo é preso por cinco, dez vezes consecutivas pelas polícias e a atual legislação impede que ele fique detido”, destacou o secretário.
 
A disseminação do uso de crack também é apontada pelo secretário como um fator preponderante no aumento da criminalidade, uma vez que “banaliza” a prática de crimes. “O varejo de consumo e o tráfico estão ajudando a disseminar a violência”, disse o Rômulo Ferraz.
 
Segurança
 
De acordo com a Seds, até 2014 serão investidos cerca de R$ 600 milhões na segurança pública de Minas. O efetivo das polícias está sendo ampliado, com a contratação de seis mil novos policiais civis, militares e bombeiros e parte das três mil novas viaturas adquiridas para as instituições já foi distribuída.

0 comentários:

Postar um comentário

CONTATO!

Administrador:
.::ESTEVES::.
E-mail:
blogdoesteves1@gmail.com

Twitter Blog do Esteves.

Sede Campestre do CSCS Betim.

Seguidores

Postagens populares

Tecnologia do Blogger.

468x60px

Redes Sociais

Posts em Destaque