sábado, 19 de julho de 2014

PF deflagra Operação Moxotó para reprimir crimes em prefeitura alagoana

A Polícia Federal deflagrou, na manhã de hoje (11/7), a Operação Moxotó, que visa reprimir crimes supostamente praticados no âmbito da Prefeitura Municipal de  Pariconha/AL, notadamente os delitos de concussão e falsidade documental. Investigações apontaram que gestores do município exigiam  de empresários o repasse de valores para a liberação de pagamentos referentes a  serviços prestados por esses empresários para a Prefeitura.
Policiais federais deram cumprimento a oito mandados de busca e apreensão, expedidos pelo Tribunal Regional Federal da 5ª Região.
O inquérito policial se iniciou há poucos meses, quando uma empresária noticiou que estaria sendo forçada a dar dinheiro a gestores daquele Município para que recebesse  os  valores  a  que  tinha  direito,  em  razão  dos  serviços prestados.  Segundo  a  empresária,  o  grupo  criminoso  teria  emitido  notas  fiscais  falsas  e  estaria  exigindo  que  a empresária  entregasse  vários  cheques  nos  valores  das  notas  falsas,  para  que  somente  então  a  Prefeitura  lhe repassasse os valores devidos.
A Polícia Federal investigou e descobriu que as empresas que teriam emitido as notas fiscais falsas, ou mesmo seus proprietários,  possuem  relação  com  a  Prefeitura  de  Pariconha/AL,  bem  como  que  os  recursos  para  pagamento  à empresária estavam na conta do Município.
Os suspeitos são investigados pelos crimes de concussão (exigir vantagem indevida) e falsidade documental (emissão de notas fiscais falsas) e podem ser condenados a até 14 (catorze) anos de reclusão.

0 comentários:

Postar um comentário

CONTATO!

Administrador:
.::ESTEVES::.
E-mail:
blogdoesteves1@gmail.com

Twitter Blog do Esteves.

Sede Campestre do CSCS Betim.

Seguidores

Postagens populares

Tecnologia do Blogger.

468x60px

Redes Sociais

Posts em Destaque