sexta-feira, 22 de agosto de 2014

Homicídios e estupros recuam e roubos aumentam em BH, mostra balanço da Seds

A Secretaria de Estado de Defesa Social divulgou nesta quinta-feira (21) um balanço da criminalidade violenta dos sete primeiros meses de 2014 no Estado. Os dados foram comparados com os registros feitos no mesmo período de 2013. Um dos maiores destaques foi a redução em 9,16% do homicídio consumado em Belo Horizonte. 
 
Também tiveram queda o estupro tentado de 30,65% e o estupro consumado de 5,60% na cidade. Por outro lado, o roubo continua em alta na capital, fechando a comparação janeiro a julho com aumento de 25,22%. As extorsões mediante sequestro diminuíram 5,13% e os sequestros e cárceres privados se mantiveram estáveis, com 38 crimes nos sete meses de 2013 e de 2014 em Belo Horizonte. 
 
Já na região Metropolitana houve queda de 21,14% do estupro consumado, de 22,73% do estupro tentado e de 8,61% dos homicídios. 
 
Na avaliação do Estado, os registros de homicídio tiveram queda de 1,42% na comparação dos sete primeiros meses. Os homicídios tentados subiram 2,41%, com 81 registros a mais nos 853 municípios de Minas. O maior destaque no Estado, no entanto, fica com a queda expressiva dos dados de estupro consumado (20,1%). Os estupros tentados também caíram 8,36%.
 
Julho
 
Na comparação de julho com junho, mês anterior, há diminuição de 20,59% dos homicídios em Minas, 14,17% na região Metropolitana e de 14,29% em Belo Horizonte.
 
O estupro tentado registrou as maiores quedas entre junho e julho deste ano. A redução chegou a 50% em Belo Horizonte no período, 47,37% na região Metropolitana, e 40% no Estado.
 
Interior 
 
No interior, outras cidades também apresentam redução de criminalidade entre julho e junho. Em Uberlândia a queda dos roubos neste período foi de 9,71%, com ocorrências caindo de 309 para 279. Em Uberaba, a diminuição dos roubos entre junho e julho foi de 7,35%. Em Divinópolis, o decréscimo das estatísticas de roubo no período é de 11,45%. Em Ipatinga, houve queda de 20,55% no número de ocorrências.
 
Na avaliação dos homicídios, também há queda nas estatísticas de julho em Governador Valadares. Na cidade as ocorrências reduziram de 11 em junho para quatro em julho (66,66%). Em Sete Lagoas, a diminuição foi igualmente de 66,66% com as ocorrências de homicídio caindo de 6 em junho para 2 em julho. Em Vespasiano, a diminuição foi de 57,14%, com as ocorrências caindo de 7 para 3 no mesmo período.
 
Desafio
 
As ocorrências de roubo continuam em alta em Minas e são o desafio dos índices de criminalidade do Estado. De acordo com o secretário de Defesa Social, Marco Antônio Rebelo Romanelli, os investimentos realizados nos últimos meses e as obras e ações que ainda serão entregues até o fim do ano devem impactar na redução dos roubos. “Entre 2014 e 2015 serão investidos R$ 909 milhões em segurança, previstos no Plano Estadual de Defesa Social. Deste total, 48% dos recursos já estão em execução desde o início do ano”.
 
Ainda de acordo com o secretário, uma das apostas para a redução dos roubos é a implantação do projeto de videomonitoramento Olho Vivo em 19 municípios, totalizando 808 câmeras, com investimento de cerca de R$ 50 milhões. “Nas áreas onde esse projeto foi instalado, há redução média de 30% a 40% dos crimes contra o patrimônio. As câmeras contribuem tanto na inibição do crime, quanto no seu esclarecimento, caso ocorra, uma vez que as imagens dos equipamentos podem ser utilizados nas investigações”.
 
Também serão recrutados 3.000 soldados em 2015, para reforçar o policiamento ostensivo no Estado. 
 
Pela Polícia Civil, serão construídos Postos de Perícia Integrada (PPIs) em municípios-polo do Estado, como Uberaba, Uberlândia e Juiz de Fora, que vão aumentar a capacidade de esclarecer crimes. O investimento na ação é de R$9,2 milhões. Outros R$26,3 milhões serão investidos na construção, reforma e estruturação de delegacias.
 
Está em fase final a implantação de aparelhos GPS em 2.500 viaturas das Polícias Militar e Civil. Cerca de 1.700 já estão com o equipamento, que deve agilizar e melhorar a qualidade do atendimento a emergências, com investimento de R$1,4 milhão.
 
A instalação de mais bloqueadores de celular nas unidades prisionais do Estado também trará impactos na redução dos crimes. O primeiro deles, inaugurado em maio, foi o do Complexo Penitenciário Nelson Hungria, em Contagem. A Penitenciária de Francisco Sá, no Norte de Minas, será a segunda, por ordem de prioridade, a receber o equipamento. Outras unidades, mantidas em sigilo por questões de segurança, também receberão os equipamentos nos próximos meses.
 
(*Com Secretaria de Estado de Defesa Social)
HD

0 comentários:

Postar um comentário

CONTATO!

Administrador:
.::ESTEVES::.
E-mail:
blogdoesteves1@gmail.com

Twitter Blog do Esteves.

Sede Campestre do CSCS Betim.

Seguidores

Postagens populares

Tecnologia do Blogger.

468x60px

Redes Sociais

Posts em Destaque