segunda-feira, 15 de dezembro de 2014

Trio morto em Ribeirão das Neves (MG) teria vendido rapadura como se fosse crack

Duas mulheres e um homem assassinados no último domingo em Ribeirão das Neves, na região metropolitana de Belo Horizonte, teriam tido um desacerto na entrega de drogas. Segundo a PM (Polícia Militar), eles teriam vendido crack para criminosos, mas entregaram rapadura.
Ainda conforme a PM, Franciele Stephanie de Jesus Silva e Débora Eunice Marques Miranda foram encontradas ainda vivas em uma estrada de ferro no bairro Guadalajara, que liga o local à BR-040. Elas chegaram a ser socorridas, mas não resistiram aos ferimentos. 
De acordo com testemunhas, as jovens teriam sido jogadas de um carro que passou pelo local. Além de ferimentos provocados por tiros, elas estariam com os corpos molhados com gasolina e, aproximadamente 10kg de rapadura, embalados como barras de droga, foram encontrados na região.
Em seguida, a polícia recebeu uma denúncia de que um rapaz de 19 anos foi baleado em outro bairro do município e, segundo a PM, antes de morrer ele teria perguntado pelas duas jovens mortas. Ele também não resistiu e, conforme os militares, tudo indica que os três tenham sido vítimas dos mesmos criminosos. 

0 comentários:

Postar um comentário

CONTATO!

Administrador:
.::ESTEVES::.
E-mail:
blogdoesteves1@gmail.com

Twitter Blog do Esteves.

Sede Campestre do CSCS Betim.

Seguidores

Postagens populares

Tecnologia do Blogger.

468x60px

Redes Sociais

Posts em Destaque